O copiloto do avião da Germanwings, suspeito de derrubar a aeronave, no acidente da última terça-feira (24), deixou 150 mortos. Pergunta-se porque um ser humano é levado a tomar este tipo de atitude, se é problema mental. Investigadores encontraram atestados médicos no lixo do apartamento de Andreas Lubitz em Dusseldorf. O médico sabia, pois em um dos documentos encontrados havia o seguinte teor: “Afastamento do trabalho” no dia da tragédia. Outro dizia que ele estava “Sem condições de trabalhar”. Como assim? Não poderia ser evitado? Por que perto dos montes, bem na aproximação, o piloto deixa a cabine com vontades físicas de ir ao banheiro? O plano espiritual explica…. …Pergunto ao plano espiritual: “É carma, destino ou maldição?” Ele, Andreas Lubitz, estava dominado por forças do mal, me responde os mentores espirituais. Não sabemos se são forças do mal, ou carmicas… Mas elas sabiam que se não acontece naquele dia, ele não mais voaria, o mundo humano através da medicina o impediria, e este seria seu último voo. Se o piloto permanece ali na cabine, nada aconteceria? Sim. Estas forças levaram o ser humano Andreas Lubitz ao que fez. Sim, elas influenciaram, preparam o ambiente, retiraram o piloto da cabine, travaram a porta do comando, deixaram as pessoas, as 150, sem reação e escolheram o local certo, sem exigir grandes manobras. Foi o que as forças ocultas prepararam ou as carmicas. Pergunto, era um encontro de resgates de vidas passadas? Um acidente carmico que faria criar um acidente coletivo? Me responde o plano espiritual: “Só DEUS para explicar….” A razão humana nunca saberá o porquê alguém tira sua própria vida e junto a de 150 pessoas. Por que estas 150 pessoas estavam ali naquele lugar juntas? Por que outras mudaram seus rumos e não embarcaram? “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar” William Shakespeare.

Roberio de Ogum 28/03/2015