*Depois* eu ligo. *Depois* eu faço. *Depois* eu falo. *Depois* eu mudo. Deixamos tudo pra *depois*, como se *depois* fosse o melhor. O que não entendemos é que… *Depois* o café esfria, *Depois* a prioridade muda, *Depois* o encanto se perde, *Depois* o cedo fica tarde, *Depois* a saudade passa, *Depois* tanta coisa muda, *Depois* os filhos crescem, *Depois* a gente envelhece, *Depois* o dia anoitece, *Depois* a vida acaba. Não deixe nada pra *depois*, porque na espera do *depois*, você pode perder os melhores momentos, as melhores experiências, os melhores amigos, os maiores amores, e todas as bênçãos que Deus tem pra você. Lembre-se que o *depois* pode ser tarde demais. O dia é hoje!